Campismo selvagem em Portugal. Tudo que você precisa saber.

Campismo Selvagem em Portugal

Claire Rozzo

Owner of Siesta Campers

Posso acampar em Portugal?

  1. Não, o campismo selvagem é proibido em Portugal ao abrigo do Decreto-Lei n.º 102-B/2020, esta lei acaba de ser aprovada, pelo que as forças policiais podem emitir multas no local entre 250 a 600 euros.
  2. Existem diversos parques de campismo em Portugal espalhados ao longo da costa e por todo o interior. Imensos novos parques de campismo estão a surgir todos os anos devido à elevada procura.
  3. O Turismo de Portugal está a fornecer informações sobre as pernoitas legais denominadas ASA's. Você poderá descarregar as vossas sanitas quimicas e águas residuais, e carregar as baterias por apenas alguns euros por noite.
  4. Há cada vez mais locais onde as pessoas oferecem os seus próprios terrenos com instalações semelhantes aos parques de campismo. Nós gostamos desta ideia homecamper.

 
A própria ideia de 'campismo selvagem' evoca um grande espírito de liberdade, mergulhar em lagos gelados, apanhar lenha para sua fogueira à noite e vaguear por desertas florestas. Como não amar esta ideia? Bem, existem problemas no paraíso e queremos contar-vos tudo acerca disto.

  Campismo selvagem em Portugal geralmente significa sair fora da estrada principal descendo por um caminho sinuoso e duvidoso enquanto segue seu aplicativo Park 4 Night e aí está, o local idílico com que você sempre sonhou, o local que você viu milhares de vezes no Instagram. Nos deparamos com uma vista maravilhosa sobre o mar e uma praia deserta só para si. Tudo isso de graça, não custa nada, mas isso não é verdade. Continue a ler e veja o que achamos que deu errado.

À procura dos melhores locais para campismo selvagem em Portugal.

  O campismo selvagem era inofensivo há 10-20 anos. A maioria dos aventureiros que saíram dos caminhos batidos eram hippies e surfistas, os mesmos acreditavam em carregar pás para enterrar os seus próprios dejetos que eram quantidade reduzida. As experiências procuradas não passavam por umas fugazes e económicas férias, uma viagem promocional para a sua carreira no Instagram ou um ano sabático. Estes viviam activamente em harmonia com a natureza como estilo de vida. O uso de lixo plástico era limitado e eles garantiram que os locais do acampamento estivessem mais limpos do que antes da sua chegada. Não estamos a dizer que campistas com consciência ambiental já não existem, o problema é que à medida que os números aumentam, são cada vez menos.

 

Fatores Ambientais

 

  Antes da chegada das redes sociais, os locais com um pôr do sol de sonho não eram transmitidos instantaneamente a milhões de outras pessoas como são hoje em dia. Chegou uma nova geração de autocaravanistas que acampam sem se preocupar com os frágeis ecossistemas circundantes. Estes ficam no mesmo lugar durante dias e acumulam tanto lixo plástico que o colocam fora das suas viaturas de forma a evitar o cheiro de nauseabundo no interior das mesmas. Em seguida, vêm raposas e cães, que abrem o lixo em busca de alimentação fácil. Os locais antes idílicos, e ainda mais tragicamente os nossos oceanos, ficam degradados e poluídos. Infelizmente, estamos a perder esta batalha.

  
Sempre incluímos as sanitas químicas nas nossas viaturas e ainda hoje fazem parte do valor de aluguer. Infelizmente, muitas das pequenas autocaravanas não dispõe de sanitas químicas ou infraestruturas, significando que as pessoas acabam por discretamente fazer as suas necessidades atrás de um arbusto. Bem, multiplique isso por 100 e o local idílico logo se assemelha e cheira a uma área de casas de banho de um festival.

 

Campismo selvagem é priobido em Portugal.

 Além das preocupações ambientais com o campismo selvagem em Portugal, há também uma praga de enormes autocaravanas plásticas que se atraem como melgas em volta de uma luz, transformando pequenos estacionamentos rurais em vastos acampamentos durante a noite. Estes tipo de veículos normalmente ocupam vários espaços estacionamento ao mesmo tempo, descaradamente nivelados com blocos, antenas de satélites ajustadas, sem instalações suficientes para a produção de lixo. Locais estes que não foram planeados para este fim e que não conseguem suportar esse tipo de ataque, estão agora a atrair atenção das comunidades locais, que com razão estão a fazer soar o alarme.

 

Efeitos do campismo selvagem nas comunidades locais

 

  A população local que vive na costa oeste de Portugal sente que os seus gritos de ajuda para resolver este problema não foram ouvidos. As autarquias locais estão divididas entre desejar os rendimentos dos visitantes de inverno e os efeitos prejudiciais do turismo não regulamentado nas suas regiões. Não há como negar que o fluxo de turistas criou um vibrante cenário em torno da costa oeste. Bares e cafés trouxeram um novo sabor internacional, atraindo uma nova e cada vez mais jovem geração de pessoas que se estabeleceram nesta área, trazendo com eles oportunidades de emprego e novas fontes de receita. A outrora deserta e abandonada costa oeste acaba por ver a sua estrutura sócio-económica revitalizada. Esta área costumava ser uma cidade fantasma durante o inverno e a curta temporada de verão não era suficiente para sustentar a maioria dos negócios. Seria devastador para esta área voltar a ser habitada apenas por uma população envelhecida, cheia de cafés, bares e lojas encerrados com tábuas.

 

Efeitos de campismo selvagem nas comuniades locais.

  Muitas pessoas perguntam "por que o governo não cria instalações sanitárias, caixotes de lixo, etc?"

O facto é que todos nós gostamos da costa oeste por causa de sua natureza selvagem. O seu estatuto de reserva natural evita o surgimento de hotéis colados lado a lado, como em muitas partes do Algarve e Espanha. Estes parques não foram projetados para que se estacione ou se habitade e, sim, é ilegal estacionar fora das áreas designadas para acampamento. Licenciar qualquer obra de construção nestas áreas é extremamente difícil devido às questões ambientais. O Turismo de Portugal, a autoridade turística, tem tentado acompanhar o rápido fluxo e, juntamente com algum financiamento da UE, criou parques de estacionamento de bastante baixo custo com lugares para descarregar as sanitas químicas e atestar os depósitos de água. Leia aqui mais sobre este assunto aqui: ASA's

  Muitas associações portuguesas, incluindo a associação de aluguer de autocaravanas, têm feito pressão junto do Governo para fornecer mais instalações e permitir acampar em locais públicos até 48 horas caso a sua viatura esteja equipada com WC. A associação automobilística ACP também tem-se manifestado bastante de forma a que sejam aplicadas mudanças na lei para permitir que autocaravanas com WC possam ficar fora dos parques de campismo e sem que sejam multados. O Turismo de Portugal teme que esta lei possa ter um efeito negativo sobre quem pretende visitar o interior do país, que possui infraestruturas de campismo limitadas. O campismo selvagem ou campismo livre na Nova Zelândia parece funcionar muito bem com a infraestrutura adequada. Portanto, por enquanto o campismo selvagem em Portugal é ilegal, mas vamos ver se existirá em breve ajustes a esta lei.

 

Estacione o seu autocaravana em parques de campismo em Portugal.


Soluções alternativas ao campismo selvagem em Portugal

 

  Embora tenhamos noção que condicionará o nosso negócio, temos esperança de que a criatividade de alguns projetos, como os abaixo mencionados , realinhe as prioridades de turistas menos conscientes de forma a que nosso desejo unificador de liberdade e aventura possa coexistir pacificamente com as comunidades locais e a natureza. Sites como https://www.homecamper.com/ oferecerão a oportunidade de conhecer pessoas locais e permanecer nas suas terras a preços razoáveis. Também há oportunidades de ficar em quintas e explorações vinícolas, e combinar uma localização lindíssima com a degustações de vinho e outras experiências emocionantes através de sites como https://portugaleasycamp.com/

 

Existe definitivamente um sentimento crescente sobre as pessoas em autocaravanas que estão a ser discriminadas sem argumentos . Especialmente durante a pandemia, os grupos locais manifestaram-se bastante mais sobre o assunto. Muitos grupos sociais online surgiram espalhando ódio e violência contra as pessoas que praticam campismo selvagem, o que neste momento se está a espalhar a toda a comunidade Van Life.

Soluções alternativas ao campismo selvagem em Portugal.

 

5 razões pelas quais acreditamos que ficar num parque de campismo ou em áreas designadas é importante:

 

  1. Os belos habitats naturais da costa oeste estão a ser degradados. Delicados ecossistemas, incluindo arbustos e fauna, estão a ser destruídos conforme os veículos avançam pela vegetação rasteira em busca de locais para estacionar.
  2. Ao ficar em parques de campismo, estará a ajudar a comunidade local. Os parques de campismo são propriedade de empresários locais, empregam pessoas da zona e a manutenção é efectuada por empresas locais.
  3. Se os dois pontos acima não forem suficientes para o convencer, em Portugal o campismo selvagem é ilegal. É oficial. Uma nova lei foi aprovada e entrará em vigor no dia 8 de Janeiro de 2021. A mesma estipula que poderá ser multado em até 250€ por ficar em um estacionamento e pernoitar e 600€ por estar estacionado num parque nacional.
  4. Respeite os habitantes locais. Estes viram os locais selvagens, onde cresceram e que tanto amam, transformarem-se em estacionamento gratuito.
  5. Poderá achar que sua viatura parece super cool com barras de tejadilho e extremos pneus off-road (é a sua casa, e é normal que admire o seu próprio trabalho). Para qualquer outra pessoa, parece um camião de entrega com 3 toneladas e aparenta não ter sido feita uma manutenção pela última vez há 10 anos atrás. Sim, lamentamos dizê-lo, mas estraga a aparência deste maravilhoso habitat natural selvagem. 

Conclusão

 

 Sendo um líder no aluguer de autocaravanas em Portugal, nós na Siesta sabemos que também nos cabe conduzir a nossa comunidade na direcção certa. Para começar, antes da entrega de cada viatura, pedimos aos nossos clientes que respeitem a terra e as pessoas que lá vivem. Fornecemos guias e oferecemos sugestões de belos parques de campismo e projetos inovadores, focando os nossos esforços na preservação da natureza e ecoturismo. Organizamos limpezas de praias e parques e divulgamos a etiqueta adequada para acampar. Numa escala maior, estamos a avaliar e atualmente estamos envolvidos em várias iniciativas de reflorestamento e iniciamos a conversão de nossa frota para energia elétrica de forma a minimizar ainda mais nosso impacto. Se pretender estar mais envolvido, siga-nos nas redes sociais e subscreva a nossa newsletter. Podemos e devemos ser melhores. Quer juntar-se a nós?

Evite acampamentos selvagens para garantir férias portuguesas sem estresse.

Related posts

Road Trip para o Algarve Parte 2 – Pela Costa desde Comporta até Lagos

Parte 2 de um passeio preguiçoso e descontraído, a contemplar as dunas de areia e maresia. 3 dias.

Então, pronto para ir para a estrada?

Espera-te uma aventura única!

Descobre as nossas VW

Contacta-nos

R. Aquilino Ribeiro 2, 8005-146 Faro, Portugal

00351 308 808 058

support@siestacampers.com

Segue-nos

Português

©2020 SiestaCampers. All rights reserved. Our Terms and Conditions.

Back to top